sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Desacelere

Recebi este email, e imediatamente eu fiz um paralelo entre nossa vida pessoal e profissional.

Quantas vezes nos cobramos por resultados melhores, por promoções, por reconhecimento e estes desejos não chegam nunca.

Aquele tempinho que seu chefe pediu para poder criar um projeto para o seu desenvolvimento de carreira, não rolou, e não rolará mais, o chefe já saiu e você continua estagnado.

Nós nos sentimos angustiados e de mal com a gente. O ambiente corporativo nos julga mal, acaba nos vendo como apenas mais um e talvez um fracassado, por não evoluir rapidamente como “grandes executivos”.

Você redobra os cuidados, para de criar, vira um executor, só executa, não age mais com aquele impulso, que motiva os outros colegas, você se cansa deles, você se isola, você cansa de buscar novas oportunidades, de fazer networking...e sua saúde vai para o chamado beleléu...

Uma vez que sua saúde se esgota, não tem retorno, você se tornará um dependente de medicamentos, um inválido, e você não será mais útil para a empresa, que te ofereceu mundos e fundos e hoje te encostou.

Ai eu deixo a pergunta no ar... Será que vale a pena?

Pense nisso.

Um comentário:

Diver disse...

Ótima pergunta. Será que vale pena se subordinar dessa maneira? Eu ja passei por isso e digo que pra MIM, NÃO! E está chegando a hora de pagar pra ver hein!

Abraços