sexta-feira, 3 de julho de 2009

Pássaros em V… por quê ser o líder?

Você já observou pássaros voando em forma de V?

Isso acontece para que os que seguem encontrem menor resistência do ar, tornando o vôo mais fácil, portanto mais rápido e menos cansativo.

O líder tem consciência que estar na frente é mais pesado, então, em um determinado momento, o que lidera será ultrapassado por outro que fará o seu trabalho.

É tão verdade que em algum momento todos serão líder, como também, que todos os líderes, em outro momento, serão ultrapassados.

Quando uma empresa é instituída, em geral, a expectativa de início é alterada no meio do percurso, seja pelo sucesso ou pela ausência dele.

É comum ver casos de empresas que nasceram sem muitas pretensões e tornaram-se potências, ofuscando a concorrência e destacando-se em seus mercados.

Os caminhos que definem os vencedores são longos e tem diversas razões, além do tempo e espaço que ocupam.

Empresas vencedoras do século passado, hoje não existiriam.

Empresas que são referências hoje, amanhã poderão não mais existir e deixarão a liderança.

Através de técnicas e práticas administrativas acertadas, no momento certo e da forma correta, uma empresa permanece na liderança quando faz com que o consumidor se identifique com a sua marca, criando conceitos subjetivos e estabelecendo um vínculo de admiração constante, mas não imutável e jamais inquestionável.

Ainda que sejam tomadas medidas assertivas e a empresa líder permaneça no ápice, em alguns momentos surge o imponderável… é quando a estrutura se abala, as estratégias são ultrapassadas, as correções nem sempre são o suficiente e em determinado ponto, tudo o que um dia era concreto e firmemente estabelecido, pode desmoronar.

Heráclito, que em sua filosofia mantinha a teoria de que ninguém, jamais, pode banhar-se no mesmo rio por duas vezes, insistia que tudo passa e um dia o que somos e onde estamos, fatalmente deixará de ser.

A má notícia é que o sucesso jamais é permanente e a boa é que também a derrota não é.

Se sua empresa é líder, certamente, um dia, deixará de ser… se hoje não se destaca, amanhã poderá ser diferente.

Como então se precaver e tomar medidas infalíveis para que sua empresa siga sempre na liderança?

Não existem fórmulas mágicas e esse não deveria ser seu objetivo.

Sua energia e empenho devem ser canalizados para a realidade e não para utopias ilusionistas.

Por mais que você trabalhe, se empenhe e tenha a melhor administração, o imponderável existe e em algum momento sua empresa certamente perderá a liderança, ainda que dure séculos…

A questão não envolve pessimismo ou implica em fazer com que você deixe de acreditar no potencial de seus negócios, minha intenção é apenas não fazer disso uma obsessão, estabelecendo metas mais importantes e priorizando um caminho com um foco permanente.

Sua empresa pode melhorar sempre, crescer permanentemente, ser trabalhada de forma exemplar, aperfeiçoar-se, ajustar, adequar, acertar os pontos falhos e fazer da observação de seu mercado e da concorrência uma prática e não uma grande sombra que te impedirá de enxergar mais além… e nesse caso, o além, é você próprio.

Você é quem é pelo que faz, oferece e é aceito e não por ser líder em seu segmento.

Empresas bem administradas são referências em seus mercados, conquistam o respeito da concorrência, dos consumidores, dos estudantes, criam raízes, colhem frutos, melhoram a sociedade, auxiliam seus funcionários, fazem a diferença de onde estão ainda que não sejam líderes e não tenham ampla visibilidade.

Queira crescer, sempre, melhorar, constantemente, mas tenha a convicção que a vitória está dentro dos caminhos que você está trilhando, nas entranhas de suas estruturas, nos benefícios reais que cria e no percurso que apenas você desenhou.

Sua empresa tem casos de sucesso para contar?

É motivo de orgulho para os funcionários?

Vai além do simples existir?

Independente da liderança, faça a diferença positivamente, prepare alicerces para um crescimento constante tornando-se único, sem paralelo, sem concorrentes, comparações ou implacáveis adversários.

A chave para o sucesso é pessoal e intransferível, a tua oportunidade, outro, jamais encontrará.

Saber descansar na hora certa para que outro pássaro tome a liderança é uma estratégia natural e prudente, ainda que momentânea, para os que querem um vôo tranqüilo e sem tantos desgastes.

www.reflexoescorporativas.wordpress.com

3 comentários:

Reinaldo Cirilo disse...

Muito bom o texto. Parabéns pela qualidade e obrigado por fazer parte do time.

Leonardo Siqueira disse...

Obrigado Reinaldo...é uma honra estar aqui entre profissionais de tanta qualidade.
Abraços!

Dri Viaro disse...

Oi,passei pra conhecer seu blog, e desejar bom fds
bjs

aguardo sua visita :)